Home
Quem Somos
Localização
Serviços Viagens Cruzeiros Galeria Fotos
Info Úteis
Dicas
Contato
Mapa Site

 

Perguntas e Respostas sobre o euro, a nova moeda da União Européia

1 - O que é o euro?

É a moeda única adotada por onze países-membros da União Européia em 1º. de janeiro de 1999. A esses países - Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo e Portugal - uniu-se a Grécia em 1º de janeiro de 2001. O euro tem como símbolo a letra "E, cortada por duas linhas paralelas horizontais. Trata-se de um símbolo inspirado na letra epsílon, do alfabeto grego.

2 - Por que ele foi criado?

Em termos financeiros, o euro representa a união de doze países europeus para competir, em melhores condições, com as demais economias do mundo. E como se eles fossem um só: em caso de dificuldade econômica, cada um se compromete a ajudar o outro. Para o viajante, o importante é saber que a moeda única vai eliminar o problema do câmbio. Preto no branco, isso significa que você não vai mais perder tempo à procura das melhores taxas de conversão durante sua estada em boa parte da Europa. Como o euro vale o mesmo em cada um dos doze países, ninguém vai poder enganá-lo na hora de trocar o dinheiro. Além disso, o comércio unificado facilita qualquer tipo de compra na região.

3 - Já houve outra experiência monetária semelhante no mundo?

Exatamente como o euro, única moeda com validade em vários países, é a primeira vez que acontece. O que mais se aproximou dessa experiência foi a unificação das moedas na ex-União Soviética, quando o rublo passou a circular em todas as repúblicas, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. Só que, naquele caso, cada um pôde manter sua moeda própria, além do rublo.

4 - Quando ele entra em circulação?

O euro começa a circular em 1º. de janeiro de 2002. Esse foi o prazo determinado pela União Européia para que os doze países filiados à unificação se aprontassem para trabalhar com a nova moeda. No final de 2001, as instituições financeiras desses países começam a ser abastecidas com as novas notas e moedas, cunhadas pelo Banco Central Europeu (que fica em Bruxelas, na Bélgica). Já a partir de 28 de fevereiro, qualquer transação comercial só poderá ser feita com euro.

5 - Até quando as antigas notas e moedas européias continuam a valer?

De 1º de janeiro a 28 de fevereiro de 2002, haverá dupla circulação de notas e moedas. O Banco Central Europeu concedeu esse prazo para que seja recolhido o dinheiro até então em uso em cada um dos doze países. A partir de 10 de março de 2002, só o euro poderá circular. Mas, atenção: apesar de as datas já terem sido fixadas, existe a possibilidade de nem todos os países conseguirem cumprir o calendário. Se isso acontecer, os prazos serão prorrogados.

6 - Por que o euro não vale em toda a Europa?

A Turquia, por exemplo, não foi capaz de cumprir as metas econômicas exigidas pela unificação e ficou de fora, apesar do interesse em participar. Na Dinamarca, uma consulta popular descartou a nova moeda por concluir que o euro não traria vantagens à economia do país. A Inglaterra também se mostrou contrária a participar de um grupo econômico que exige, por parte dos filiados, o socorro do mais forte ao mais fraco. A própria Grécia, o último país a aderir, só conseguiu se ajustar ao padrão econômico, após receber financiamento dos países ricos. Vale lembrar que a Inglaterra já faz parte de um grupo econômico, o Commonwealth, entre os países que foram colônia inglesa.

7 - Se ocorrer uma crise econômica na Espanha, por exemplo, ela poderá afetar o valor do euro?

Na opinião de especialistas, uma situação dessas pouco afetará o valor do euro, pois a Europa criou, no período de preparação para aderir à nova moeda, reservas suficientes para fazer frente a esse tipo de crise. Mas sabe-se que os países de economias mais sólidas, como a França e a Alemanha, já estão preparados para montar, em regime de urgência, o caixa necessário para tirar do vermelho as contas de um país filiado.

8 - O euro vai ter moeda e nota? Quais?

Sim. O euro (que vai ter esse nome em todos os doze países) será composto de sete notas e oito moedas. As notas terão o valor de 500, 200, 100, 50, 20, 10 e 5 euros. As moedas serão de 2 e 1 euro; e de 50, 20, 10, 5, 2 e 1 centavo de euro. O dinheiro terá dispositivos sofisticados para evitar falsificações. Entre eles, sabe-se que o papel e o metal vão apresentar uma composição de materiais nunca usada na produção de notas e moedas. Perguntas e Respostas sobre o euro, a nova moeda da União Européia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© 2004 Leonetti Tur Viagens Ltda.